top of page

Nós e o E-commerce


Qual o comportamento feminino predominante nas compras on-line?


Não é novidade que o número de compras on-line cresceu exponencialmente nos últimos anos, principalmente motivado pelos impactos da pandemia da Covid-19. “Barradas” por conta do isolamento social ou por medidas de segurança e proteção das família, muitas mulheres - e não só as que são mãe de família, mas também as jovens, diminuíram a presença in locco nas lojas, supermercados, farmácias, shoppings e em muitos outros locais.


Apesar do cenário - que atualmente ainda prevalece incerto, as mulheres, embora mais ‘consumistas’ que os homens, têm se colocado como cautelosas nas compras durante a pandemia, como indica um estudo realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviços de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) que indica que, desde 2019, os homens estão consumindo mais - cerca de 40%, que as mulheres no mercado online.


Mas afinal, qual o comportamento das mulheres na busca por produtos e serviços nesta era digital e durante a pandemia? O que e como as empresas e empresários podem esperar e fazer para estimular a demanda para este público? Qual a sua expectativa em relação ao outro?


Comportamento feminino nas compras on-line

A nova era digital - através das redes sociais - têm exercido forte influência no consumo. É o que indica as pesquisas do “O Perfil de Consumo das Mulheres Brasileiras” do Serviço

de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes

Lojistas (CNDL). De acordo com os estudos, mais de 60% das brasileiras já mudaram seus hábitos de compra devido às influências das redes sociais. Ainda segundo as informações levantadas, as redes sociais são utilizadas por quase 95% das entrevistadas. Em primeiro lugar, quem está na preferência delas é o Facebook, depois, o Youtube e, por fim, o Instagram. Além disso, o estudo traz os assuntos que mais engajam nestas redes: culinária (65,1%), moda (46,8%) e beleza (40,3%).


Mas então, como as empresas podem e devem aproveitar estes dados para impulsionar seus negócios na internet?


O mesmo levantamento revela que, mais de 50% delas têm o hábito de opinar na internet sobre suas compras - dizendo se são boas ou ruins e se são apenas ruins. Enre os itens mais avaliados estão: celulares, roupas, calçados, alimentos e

equipamentos eletrônicos como TV, DVD e som.


Diante disso devemos mapear as estratégias que vão de acordo com o nosso negócio, sejam elas em qualquer segmento. Isto porque elas hoje, como pudemos observar por meio dos dados, estão mais resguardadas sobre o ‘impulso’ da compra; obtém inúmeras informações e análises - também no ambiente on-line, sobre os produtos e serviços disponíveis, com opiniões reais de outras mulheres, gerando ainda uma maior precaução.


Então, para se destacar, as empresas devem:


  1. Focar na simplicidade

Isto porque, cada vez mais fica claro, que nós, empreendedores(as), precisamos entender a "cabeça" dos consumidores. Para isso, procure simplificar as compras na sua plataforma. Nada de muitos cliques para operações cada vez mais simples, especialmente se for produtos direcionados ao público feminino.

  1. Seja intuitivo

Ainda em linha com a dica anterior, estamos cada vez mais impacientes e, portanto, quanto menos cliques melhor. A plataforma de vendas on-line deve seguir uma lógica simples, colorida e intuitiva.

  1. Personalize

Na onda em que navegam vários marinheiros, não dá para ‘surfar’ como os demais. Por isso, quem se destaca vira referência! Produtos exclusivos, ou mesmo uma entrega diferenciada - com mensagens específicas e direcionadas ao cliente é uma ótima pedida.

  1. Dê espaço para o cliente

Sentir que a empresa valoriza a opinião do cliente é algo que pode destacar sua loja on-line. Esta ação aproxima a marca do cliente. E claro, deixar visível esta conversa é também um poderoso instrumento de destaque. Nada de ter apenas robôs conversando com a clientela! Avaliações, impressões e partilha de opinião é uma poderosa ferramenta de vendas.

  1. Precificação

Oferecer descontos e entrega grátis pode ser também um ótimo atrativo para dinamizar a modalidade do e-commerce.


No mais, o importante é entender que cada marca tem o dever de cumprir o que promete. Assim, ela conseguirá reter decididamente a clientela, independentemente da modalidade de compra.


Neste novo normal, o e-commerce vem conquistando cada vez mais novos adeptos assinalando que a tendência do comércio eletrônico veio para ficar em todas as áreas e em todos os segmentos. Neste sentido, as empresas devem continuar atentas às necessidades de seus consumidores, procurando inovar e responder às demandas de seus clientes, sempre de modo criativo e surpreendente.


34 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page